Lições do velho sábio - Parte 1

4


“Querida memória,estou aqui para lembrá-la de esquecer algumas coisas.
Você lembra de tudo,menos de esquecer o que eu não quero mais lembrar.
Desculpe,você não é uma boa memória,quem sabe posso trocá-la por um Pen Drive e armazenar só o que quero lembrar. Quero um DELETE em algumas partes da minha vida. Memória,porque você não me ouve? Porque não me obedece?”

Continuei seguindo,certo dia um senhor sábio,velho e barbudo sentou ao meu lado no banco da praça,aquela que tem uma estatua de um político qualquer cheia de flores ao redor e aqueles pombos transmissores de doenças voando e comendo migalhas de comida que caia por ali. Este senhor que não estava muito ajeitado começou a falar de sua vida,e eu com minha paciência enorme,comecei a apreciar a estatua só pra não ouvir a história do senhor da velhice. O pior aconteceu,a velhice em pessoa conseguiu me deixar interessada por sua história sabia.

- Você pode esquecer tudo o que quiser,só tem que saber se esta só na memória ou no coração,minha amada se foi com 60 anos,minha memória esta fraca mas meu sentimento por ela nunca foi esquecido e esta cada dia mais vivo.

Depois da lição de moral do velho sábio cheio de amor no coração e a memória quase apagada,voltei a escrever para minha querida memória:

“Querida memória,desculpe por julgá-la mal, estava cega e só agora percebi que não tens o que desejo apagar,ele esta no coração e quem precisa fazer este trabalho sou eu.
Memória,volte ao seu trabalho e não esqueça do meu café as 15 horas,do salão as 16 horas,daquele CD que preciso pegar com a Betina,do pagamento da...”


4 comentários:

Morgana Pereira da Rocha disse...

Muito legal o texto! Que bom que voltou! :DDDDDDDD

Morgana Pereira da Rocha disse...

Muitas vezes tentamos apagar as lembranças, algumas são muito forte para serem esquecidas...

Nathalia Almeida disse...

Oii, tem selo pra vc no meu blog'

http://complicacoesdocotidiano.blogspot.com/

Beijo'

.LαíssαCorrêα * disse...

Lindo,amei seu post !
Podemos até tentar apagar da mente, mas mesmo memórias tristes e que nos deixam para baixo, insistem em nos perturbar diaramente.
Amei teu blog =)

Postar um comentário

Ola,deixe sua opinião e volte sempre,retribuo todas as visitas. Beijinhos :*